PEQUENAS E DIVERTIDAS





Fui brincar de corda
Enrolei a barra da saia
Levei um tombo danado
Debulhei-me a chorar 
Mamãe veio acudir:

 - Filhinha, chega de brincar. Toma banho e vá dormir. Já é noite. Já é hora. Logo logo chega a aurora...

Mamãe não entende nada
Dormir, eu só consigo
Na hora que estou cansada

 Fui brincar de roda
Tropecei caí no chão
Puxa! 
Fez um barulhão
Mamãe veio acudir:

 - Filhinha, chega de brincar. Toma banho e vá dormir. Já é noite. Já é hora. Logo logo chega a aurora...

Mamãe não entende nada
Dormir, eu só consigo
Na hora que estou cansada...

Então fui brincar no jardim
Ah! Mas esse foi o fim
Levei outro tropeção
Outra vez caí no chão
Mamãe veio  acudir:

- Filhinha, chega de brincar. Toma banho e vá dormir. Já é noite. Já é hora. Logo logo chega a aurora...

Mamãe não entende nada
Dormir, eu só consigo
Na hora que estou cansada...

- Cansada não está, mas assim, suja de terra, precisa de um banho já...

Então eu fui tomar banho
Ensaboei
"Enxampuzei"
logo que eu me sequei
Mamãe me pôs a camisola.

Quando acabou
Toda gabola, 
Saí logo da banheira.
No meu quarto
Bem ligeira
Cacei uma nova brincadeira

Antes de encontrar
Comecei a bocejar
O sono doeu nos olhos
Mamãe veio perguntar:

- E então minha filhinha? Do que é que vai brincar?

Me sentindo cansadinha
Descobri do que brincar
Agora, bem contentinha
Vou é brincar de sonhar...




MARIA HELENA CRUZ

















E A LUA ENTROU NO CÉU
E NA RUA A CORDA PAROU
A CANTIGA CALOU
TODOS OLHARAM PARA A LUA



REDONDA FEITO UM QUEIJO
COROADA DE FULGOR
DA MENINA GANHOU UM BEIJO
DO MENINO UMA FLOR


A CANTIGA SE TRANSFORMOU
VIROU CANTIGA PARA A LUA
A CORDA RODOPIOU
E A CRIANÇADA TODA NA RUA
DESSA LUA SE ENFEITOU



E OS OLHOS COM TAL FULGOR
COMO A LUA ENCANTADA
ILUMINOU MUITO
MUITO MAIS
A RUA DA CRIANÇADA



E ESSA NOITE ENLUARADA
QUE DO CÉU SEU BRILHO LANÇA
VIROU FESTA
VIROU DANÇA



NÃO ERA MAIS LUA NO CÉU
LUA CHEIA QUE NÃO DANÇA
LÁ NA RUA TIROU O VÉU
VIROU LUA DE CRIANÇA










CLIC NA IMAGEM PARA LER









































ERA UMA VEZ UMA MENINA
QUE FAZIA TODAS AS COISAS DE MENINA
GOSTAVA DE TUDO QUE GOSTA UMA MENINA
MAS PARA ELA
TODAS AS COISAS DE MENINA
ERA POUCO


ERA UMA VEZ UMA MENINA
QUE QUERIA FAZER MAIS DO QUE COISAS DE MENINA
QUERIA SER ESTRELA


E OS OLHINHOS DE MENINA
ESTAVAM SEMPRE PERDIDOS
PROCURANDO POR ELAS
AS ESTRELAS


E CORRIA
E PULAVA
E SORRIA
E BRINCAVA
E SONHAVA
SONHAVA SER ESTRELA


ENTÃO
CERTO DIA
UMA ESTRELA QUIS BRINCAR COM A MENINA


E A ESTRELA CHEGOU PERTINHO
BEM PERTINHO DA MENINA
E A MENINA CHEGOU PERTINHO
BEM PERTINHO DA ESTRELA


DERAM-SE AS MÃOS
E SUBIRAM BEM ALTO
SUBIRAM AO CÉU


E LÁ
A MENINA
JÁ NÃO ERA MAIS MENINA


A MENINA
ERA ESTRELA





clic na imagen para ler





MARIA HELENA CRUZ