quarta-feira, 9 de março de 2011

O COELHINHO VIROU DA PÁSCOA



Era uma vez, há muito tempo atrás, em uma terra onde, para comemorar a boa colheita e na esperança de que no próximo ano seja ainda melhor, o povo celebrava a Páscoa com muita fartura de vinhos, frutas, pães e toda a sorte de delícias tirada da boa mãe terra.

Certo coelhinho, muito especial, vendo as pessoas preparando tudo com tamanha alegria, quis saber do que se tratava... E foi aí que ele viu...

Foi aí que ele viu tanta comida, como jamais havia visto antes, e assim começou uma correria só.

Belisca daqui, experimenta de lá, tira um gostinho acolá...

E o danadinho teve uma ideia, que eu nem posso dizer que foi uma boa ideia, pois não foi.

Ele resolveu chamar toda a sua família.

Todos os seus amigos.

Todos os seus vizinhos para “comer-morar” a Páscoa também.

Naquela noite vieram tantos coelhos, que mal se via o chão entre as patinhas de um e outro.

Se você os visse, também não acreditaria que tantos bichinhos felpudos, como aqueles poderiam viver naquelas terras.

Logo que começaram com a comilança, levaram apenas poucos segundos para acabar com toda a comida.

Das tantas caixas de uvas que haviam, sobrou uma uvinha toda murcha e apodrecida...

Opa! Espera.

Não. Sobrou não.

O coelhinho magrinho lá do canto correu e a comeu...

De tantos cestos de pães que haviam, só sobram migalhas pequeninas e...

Opa! Espera,

Não. Sobrou também não.

A coelhinha barrigudinha da esquerda foi lá e catou uma a uma...

Até os barris de vinho eles furaram e tomaram cada gota.

Acabaram com toda a comida da aldeia.

Quando os coelhos ouviram que pessoas se aproximavam, correram todos de volta às suas tocas... Quer dizer... Nem todos.

Aquele coelho especial, lembram? Aquele que começou com toda essa confusão, percebeu que tinha feito algo muito ruim e, de orelhinhas abaixadas e olhinhos caídos, ficou de trás de um cesto, observando o que aquelas pessoas fariam.

As pessoas se desesperaram ao ver que não havia um só pão para comemorarem a Páscoa e foram dizer a todos os outros da aldeia.

O coelho, vendo tanta tristeza, teve uma ideia... Melhor que a última ideia que teve.

Chamou toda a sua família.

Todos os seus amigos.

Todos os seus vizinhos e falou a todos:

-... Procuraremos por toda essa terra e traremos toda a comida que encontrarmos para que as pessoas possam comemorar a Páscoa também...

E assim, cada um daqueles tantos, tantos coelhos, saltitou por aquelas terras e procuraram por frutas, trigo e toda a comido que a mãe terra poderia lhes dar. Depois, levaram tudo para onde as pessoas haviam deixado os alimentos para a festa de páscoa antes.

Aquele coelhinho especial teve uma outra grande ideia.

Pegou algumas frutas e folhas coloridas.

Correu por todos os galinheiros, colhendo ovos.

Depois, pintou cada ovo e os escondeu entre os outros alimentos.

Quando aquela gente voltou lá, encontrou aquelas centenas de coelhinhos arrumando montanhas de comida e ainda se surpreenderam com o presente especial, feito por aquele coelhinho ainda mais especial.


Todos puderam comemorar a páscoa com fartura...

Acho até que foi assim que o coelhinho virou da páscoa!

MARIA HELENA CRUZ
 http://ayram-contosfadas.blogspot.com
GOSTOU? ENTÃO ME CONTA...

5 comentários:

  1. AADOREI, COLOQUEI NO MEU TRABALHO DA PASCOA E TE COLOQUEI COMO AUTORA, KKKK

    ResponderExcluir
  2. Estou pesquisando um texto legal sobre a Páscoa e que não fosse a mesmice de sempre... achei o seu e adorei, aliás amo contos de fadas! Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Legal, no fundo ensina as crianças a assumirem seus erros, vou trabalhar com ele agora na Páscoa.

    ResponderExcluir
  4. Estava procurando um conto de fadas para a contação de historias da festa de quinta!! :)

    ResponderExcluir

GOSTOU? ENTÃO ME CONTA...